Painel das Profissões Logo

O Painel das Profissões busca combinar a divulgação de importantes dimensões dos dados sobre o mercado de trabalho do Estado de São Paulo com um modo amigável de consulta e cruzamento destas informações. Todos os dados e scripts utilizados a para sua obtenção e tratamento encontram-se disponíveis para download na aba bases de dados.

Desde 2003 o Ministério do Trabalho e Previdência Social do Governo Federal do Brasil disponibiliza microdados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), a qual organiza informações extremamente detalhadas sobre todos os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil ocupados com carteira de trabalho formalmente registrados.

A partir de junho de 2012, em obediência à Lei de Acesso à Informação (LAI), o Governo do Estado de São Paulo (GESP) passou a tornar públicas as remunerações mensais dos servidores públicos de sua Administração Direta. Por meio de um sistema de consulta, disponível em seu Portal da Transparência, é possível realizar pesquisas por nome, órgão, cargo ou situação (ativo, aposentado ou pensionista) dos servidores e, também, baixar as tabelas com as remuneração mensais. Essas tabelas estão estruturadas com seis informações: nome do servidor, cargo ocupado, órgão ocupado, salário bruto, salário líquido e salário do mês.

Por meio da utilização de diversas bibliotecas desenvolvidas na tecnologia livre Python, o Painel das Profissões do Estado de São Paulo foi desenvolvido com o objetivo de servir como uma poderosa ferramenta cívica, desenvolvida e disponibilizada como software livre (licenciada sob a GNU GPLv3), capaz de apresentar diversas dimensões e agregações de dados até então invisíveis sobre a realidade concreta dos empregos públicos e privados do Estado de São Paulo.

Essas duas bases de dados sobre profissões e salários (públicos e privados) possuem características diferentes que prejudicam uma visualização unificada de suas informações. Tal dificuldade procurou ser superada potencializando-se as principais qualidades de cada conjunto de dados em gráficos adaptados às respectivas estruturas de dados. Seguem algumas características comparadas de cada base:

Característica \ Base RAIS GESP
Resolução Temporal anual mensal
Início dez-2003 jun-2012
Granularidade Espacial município estado
Nomenclaturas padrão CBO despadronizada

A RAIS é uma base de dados bem padronizada e fartamente documentada, possibilitando um trabalho mais refinado com o conjunto de informações que oferece à sociedade. A estrutura de profissões (denominadas como ‘ocupações’ pelo Catálogo de Bases Ocupacionais - CBO) da RAIS segue a estrutura do CBO e compõe-se como segue:

  • 2.422 profissões (ou ocupações), agrupadas em
  • 596 famílias (ou grupos de base), agrupadas em
  • 192 subgrupos, agrupados em
  • 10 grandes grupos

Devido à despadronização de nomenclaturas da base de cargos públicos disponibilizada pelo GESP, foi necessário um esforço para a elaboração de uma tábua para conversão e padronização dos nomes de órgãos e de cargos públicos do Estado de São Paulo em conformidade com as áreas e respectivos cargos organizados no sítio da Unidade Central de Recursos Humanos do GESP. Esta empreitada levou a um processo de organização e sintetização que reduziu:

  • 309 nomes diferentes para denominar cargos públicos, padronizadaos em
  • 286 profissões (ou cargos) em diversos níveis, padronizados em
  • 103 profissões (ou carreiras)

Além disso, existe a possibilidade de realizar cruzamentos escolhendo-se qualquer um dos 29 órgãos existentes ou criados desde 2012, inclusive os extintos desde então.